Tive um AVC – quais os cuidados e tratamentos agora?

A vida é imprevisível, não é mesmo? Mas podemos nos preparar para possíveis emergências, sobretudo, quando o assunto é Acidente Vascular Cerebral (AVC) e saúde.

Estar munido (a) de informações é sempre uma forma de saber lidar melhor com quadros de emergência, como é o caso de um AVC.

Se você ou alguém próximo foi vítima de um AVC e não tem ideia do que fazer, quais os cuidados preliminares e o tratamento a seguir, não se preocupe.

A Prosense reuniu as informações básicas neste post, confira!

Rápido atendimento de pacientes vítimas de AVC minimiza sequelas

Imagem relacionada

Um fator que pode contribuir positiva ou negativamente quando estamos diante de um caso de AVC, popularmente conhecido como “derrame”, é o tempo que se leva para a execução dos primeiros socorros e cuidados.

Da manifestação do quadro de AVC até o atendimento médico, cada segundo a mais pode acarretar em um maior grau de complicações decorrentes da doença, resultando em variados tipos de sequelas.

Cuidados emergenciais

Ao menor sinal de alerta, é importante buscar ajuda médica. Perder a força de um dos lados do corpo, formigamento em apenas um lado do corpo, perda da visão de forma súbita, dificuldade de fala e para se expressar, vertigens, náuseas, entre outros sintomas, podem ser sinais da doença se manifestando.

Levar a pessoa até o hospital, em até no máximo 3 horas após o AVC, é imprescindível. Lá, a pessoa recebe o medicamento adequado e os cuidados especiais.

No entanto, é possível que a pessoa apresente sequelas posteriormente. Um dos tratamentos mais eficazes neste sentido, é a Estimulação Elétrica Transcraniana.

Trata-se de uma técnica muito popular fora do país (Europa) e que tem encontrado resultados incríveis no Brasil, desempenhado pelos profissionais altamente gabaritados da Prosense.

Venha nos fazer uma visita e conhecer melhor este procedimento de alto nível!