A terapia ocupacional é essencial para suprir as demandas que surgem quando a criança encontra dificuldades nas tarefas do cotidiano e apresenta alterações cognitivas, psicomotoras afetivas e sociais.

Os profissionais que atuam na T.O promovem e previnem por meio do tratamento e reabilitação decorrentes ou não de alguma lesão ou deficiência neurológica.

Leia mais

A realização de uma tarefa cognitiva durante o teste de organização sensorial resulta em um aumento significativo da oscilação postural, principalmente durante a manipulação do ambiente visual em oposição à manipulação vestibular e somatossensorial.

Para melhor abordagem terapêutica em crianças, é importante compreender possíveis associações entre informações sensoriais e postura. Assim, podendo analisar reconhecimento sensorial e suporte de peso entre os lados do cérebro (hemicorpos) de criança que estão em condição de reabilitação neurofuncional, comparados a controles, verificando associações entre variáveis.

SOLICITE UMA AVALIAÇÃO

Como uma abordagem de intervenção neurofuncional, este método é usado como um quadro de referência clínico para a avaliação e tratamento de pessoas que têm distúrbios funcionais no processamento sensorial. É importante salientar que, os padrões de sensibilidade sensorial variam de acordo com cada paciente, por isso é importante fazer a avaliação com os profissionais antes de iniciar o tratamento.

A ProSense conta com uma equipe treinada e capacitada para realizar a esses métodos. Os métodos de tratamento permitem alcançar resultados satisfatórios com menor tempo, associados também com outros tipos tratamentos fisioterapêuticos paralelos.

ENTRE EM CONTATO COM A GENTE 
MARQUE UMA AVALIAÇÃO!

Referência:
DOI: 10.1016/j.bjorl.2020.11.009
Revista Neurociências


A microcefalia é uma condição neurológica em que a cabeça do recém-nascido é muito menor do que o esperado para sua faixa etária porque o cérebro não se desenvolveu de forma adequada durante a gestação ou parou de crescer após o nascimento. Durante a gestação, a cabeça de um bebê cresce porque seu cérebro cresce.

O que causa?

Alguns recém-nascidos têm microcefalia devido a mudanças em seus genes. Outra causa de microcefalia é a exposição, que são: infecções, desnutrição ou por toxinas.

Diagnóstico

A microcefalia pode ser diagnosticada durante a gravidez ou após o nascimento. Durante a gravidez, a microcefalia pode ser diagnosticada através de ultrassom (que mostra imagens do corpo do bebê). Já após o nascimento, o médico faz a medição da distância em torno da cabeça do recém-nascido, também chamada de perímetro cefálico. Essa medida é, então, comparada ao padrão da população, em uma tabela já pré-estabelecida, de acordo com o sexo e idade.

A microcefalia é definida como um perímetro cefálico menor que um determinado valor em recém-nascidos da mesma idade e sexo. Normalmente, o valor para o diagnóstico de microcefalia é menor que dois desvios-padrão (DP) abaixo da média. Isso significa que a cabeça do recém-nascido é extremamente menor do que a de recém-nascidos da mesma idade e sexo.

Tratamento

Não há cura para a Microcefalia. O tratamento envolve cuidados médicos e paliativos, controle de sintomas e monitoramento rigoroso. O fato de a microcefalia variar de moderada a grave faz com que os tipos de tratamento também variem. Bebês com microcefalia moderada, muitas vezes, não apresentam outros problemas, além do tamanho menor da cabeça. Eles precisam fazer exames de rotina para monitorar seu crescimento e desenvolvimento.

Em casos de microcefalia grave, os bebês precisam de cuidados e tratamento específicos. A assistência ao desenvolvimento de bebês com microcefalia, desde os primeiros anos de vida, ajuda a melhorar e maximizar suas capacidades intelectuais e físicas. Essa assistência inclui exercícios de fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia. Algumas vezes, remédios também são necessários para tratar convulsões ou outros sintomas.

Aqui na Prosense é disponibilizado tratamentos de reabilitação neurológica para tratar este tipo de condição, através de profissionais especializados e com métodos inovadores.

Saiba mais sobre nossos serviços pelo nosso site ou WhatApp (31) 9 9353-0205 .

 

A afasia é um distúrbio que afeta a capacidade da pessoa de se expressar e de entender a linguagem escrita e falada, e não uma doença. Geralmente acontece por alguma lesão ou acidente vascular cerebral (AVC), mas também pode se desenvolver aos poucos, durante o crescimento de um tumor ou desenvolvimento de uma doença.

Vale ressaltar que, a afasia e disartria não são a mesma coisa, sendo esta última uma dificuldade apenas na hora de articular as palavras, sem prejuízo na compreensão, escrita e outras questões da linguagem.

Tipos de AFASIA:

– Afasia de Wernicke: Acontece mais posteriormente no hemisfério esquerdo, locais que são responsáveis pela recepção da linguagem, ou seja, pela compreensão;

– Afasia de Broca: Ocorre nas regiões frontais do hemisfério, locais responsáveis pela expressão, ou seja, em como as palavras vão se unir para formar frases;

– Afasia global: Como o nome já sugere, a afasia global é quando o AVC, por exemplo, afeta tanto as regiões frontais quanto as posteriores do hemisfério cerebral esquerdo. Sendo assim, o paciente sofre um misto das afasias de Wernicke (recepção) e de Broca (expressão);

Diagnóstico

O diagnóstico das afasias é eminentemente clínico, sendo o neurologista o profissional mais habilitado para este diagnóstico. A partir da constatação dos sinais e sintomas pelo exame clínico surge a necessidade de um diagnóstico topográfico, que define onde está a lesão no cérebro e o diagnóstico etiológico, que é a causa ou doença que levou a afasia.

O que pode ocorrer com a pessoa que tem AFASIA?

As pessoas podem ter, na forma de se comportar, isolamento social ou repetição persistente de palavras ou ações. Na fala demostra dificuldade de fala ou fala embaralhada e, também é comum, dificuldade em construir e desenhar coisas ou perda da capacidade de escrever.

Como tratar

Após iniciar o tratamento das doenças de base, o tratamento para as afasias deve ser feito com programas de reabilitação de linguagem que tem como seu principal pilar a fonoterapia. Essa terapia envolve a prática de habilidades linguísticas e pode ensinar os pacientes a suprir deficiências com outras formas de s​e comunicar. E aqui, na Prosense, é disponibilizado tratamentos de reabilitação neurológica como esse, através de profissionais especializados e métodos inovadores.

Saiba mais sobre nossos serviços pelo nosso site ou WhatsApp (31) 9 9353-0205 .

ILIB e seu potencial crescente na literatura científica

 

A regulação e sincronização da atividade de todos os sistemas de um organismo vivo acontecem devido à regulação neural e humoral.

Por outro lado, se o sistema nervoso é autônomo e sua influência reguladora é realizada por meio de um complexo arranjo de neurônios, a regulação humoral é impossível sem a existência de órgãos que sintetizam hormônios, e o sistema vascular que então distribui esses hormônios e outros biologicamente agentes ativos para seus alvos no organismo.

O sistema vascular, além de suas funções regulatórias, desempenha a função de transferência de oxigênio aos tecidos por meio dos eritrócitos e plasma sanguíneo, além de fornecimento de nutrientes e drenagem de fluidos e toxinas. É claro que a atividade do sistema imunológico é impossível sem o sistema vascular permitindo a entrega das células imunocompetentes aos vários órgãos.

Leia mais

O que são os distúrbios do movimento?

A categoria de deficiências conhecidas como distúrbios de movimento engloba condições que interferem no controle da movimentação corporal, sendo de origem neurológica, isto é, vindo de algumas estruturas ou partes do cérebro específicas. Ainda, certas lesões periféricas, como traumas na coluna, pescoço e cabeça, podem levar a alterações consideráveis da movimentação humana, através dos chamados distúrbios da movimentação voluntária.

Leia mais