ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NA REABILITAÇÃO DAS AFASIAS

Aqui na clínica ProSensne nós temos diversos recursos para atender diversas disfunções neurológicas, até mesmo aquelas que tem como consequencia a afasia.

Para você que acabou de chegar no site por este artigo, quero que você saiba que a Clínica Prosense, é uma referência nacional em reabilitação de lesões e problemas neurológicos. A equipe multidisciplinar, altamente especializada, e com recursos tecnológicos e instrumental propício para aceleração da sua independência e reabilitação.  Seja bem vindo e boa leitura!

A afasia pode ocorrer em até um terço dos pacientes após o AVC, do ponto de vista da reabilitação, o padrão-ouro é a terapia fonoaudiológica, com ampla evidência ciêntifica. Nos últimos tempos, além dos métodos tradicionais, novas técnicas foram incorporadas para melhorar a capacidade de comunicação desses pacientes como, por exemplo a estimulação transcraniana.

A estimulação elétrica transcraniana por corrente contínua (tDCS) é uma ferramenta não invasiva que induz neuromodulação do cérebro, através do fluxo de corrente elétrica com dois eletrodos: um ânodo, que aumenta a excitabilidade do córtex cerebral subjacente, e um cátodo, que o abaixa. Vários estudos publicados já demonstraram a eficácia do tDCS na otimização da recuperação da linguagem pós-AVC.

O tDCS associado a terapia fonoaudiológica é eficaz para a reabilitação da afasia pós-AVC na fase crônica da doença, sendo também um dispositivo fácil de usar e seguro. A literatura aponta que o uso do tDCS na afasia promove melhorias na precisão da nomeação, compreensão verbal, auditiva e na fluência de fala.

Clique aqui para conversar com a gente pelo whatsapp ou clique aqui para nos ligar! A ProSense está te esperando!

 

ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NA REABILITAÇÃO DAS AFASIAS

A estimulação transcraniana pode ser aplicada em condições de saúde, como a Paralisia Cerebral. Clique aqui para ler sobre esse assunto.

 

Clique aqui para conversar com a gente pelo whatsapp ou clique aqui para nos ligar! A ProSense está te esperando!

Conheça nossos tratamentos – Clique Aqui!

 

Referências

1 Warburton E, Price CJ, Swinburn K, Wise RJ. Mechanisms of recovery from aphasia: evidence from positron emission tomography studies. J Neurol Neurosurg Psychiatry. 1999;66(2):155-61. http://dx.doi.org/10.1136/jnnp.66.2.155 .

2 Prins R, Bastiaanse R. The early history of aphasiology: from the Egyptian surgeons (c. 1700 BC) to Broca (1861). Aphasiology. 2006;20(8):762-91. http://dx.doi.org/10.1080/02687030500399293 .

3 Naeser MA, Martin PI, Baker EH, Hodge SM, Sczerzenie SE, Nicholas M, et al. Overt propositional speech in chronic nonfluent aphasia studied with the dynamics susceptibility constrast f MRI method. Neuroimage. 2004;22(1):29-41. http://dx.doi.org/10.1016/j.neuroimage.2003.11.016 .